quarta-feira, 20 de outubro de 2010

PRÉ CONCEITO

Parei hj para pensar em algo que atinge todo ser humano de uma forma ou e outra, desde que nascemos até o dia que morremos...o PRÉ CONCEITO...ou seja não gostar de alguém por que ela é diferente de vc, em um aspecto ou em tudo. A falta de tolerância  com o que é diferente.
E estou farta dos conceitos ridículos das pessoas.
Muitas pessoas não gostam de mim pq me julgam "mimada"...olham pra minha cara e pensam e dizem "ah essa garota ai é uma menininha"...muitas vezes sem conversar comigo. Ai quando conversam comigo e enchergam que tive privilégios na minha criação desde que nasci, como minha mãe sempre atrás de mim, cuidando e zelando para que nada me atingisse, ou por não ter trabalhado durante meus estudos, ou por nunca ter usado drogas ou ter caído alcoolizada na rua, por não falar palavras de baixo calão, por ouvir os conselhos da minha familia, por nunca ter brigado na rua....
Sim talvez eu tenha deixado de viver muitas coisas na vida, mas certamente vivi outras. Mas essas denotações fazem com que eu seja uma pessoa "ruim"?É justo que isso classifique se sou experiente?se sei viver, se tenho condições de cuidar de mim?Pra começo de conversa, somos juízes pra determinar o que é ser bom ou não?
O meu esforço por deixar toda a comodidade que sempre tive, e tentar conseguir as coisas por mim mesma não conta?Cada batalha particular comigo mesma, não é nada?

Só porque as pessoas olham pra mim, e sempre enchergam um sorriso no rosto e palavras gentis, já significa que não tenho problemas?e não ter problemas é argumento para classificar uma pessoa?
Tento entender o que eu faço que incomoda tanto algumas pessoas. Sem dúvidas é muito mais fácil arrumar qualquer motivo e não gostar das pessoas, do que respeitar, aceitar e tolerar as diferenças, e construir algo novo com as desigualdades.

Se eu tiver que me enquadrar em algum padrão pra que eu receba o respeito de algumas pessoas, lamento mas viverei eternamente sem esse fator na minha vida. Sei que sou um ser-humano repleto de falhas, como todos, mas estou satisfeita com o que construo diariamente em minha mente, com o que me torno a cada dia. Tenho orgulho do que ja vivi até hj, e de todas as contribuições positivas e negativas para a formação da minha personalidade.
Não é o meu excesso de "meiguisse" ou de qualquer outra coisa, meus ideais, a música, os filmes que eu gosto, a forma que acredito no concreto e abstrato que deve fazer com que eu ou qualquer outra pessoa seja boa ou ruim.
Minhas ações e meu respeito pelas pessoas, é que deve contar.

Eu acredito no construtivismo das idéias...na variedade de culturas, crenças, ideologias.

Exijo respeito e tolerância.


0 comentários:

Postar um comentário

Atalho do Facebook

Atalho do Facebook

About Me

Minha foto
Emyle Vilalba
Bem Vindos, todos vocês que estão em busca como eu, de socializar a importância da escrita e da leitura em mundo onde esses conceitos estão ficando de lado. Vamos todos nós, amantes desse mundo verbal nos unir para tal tarefa, e apresentar esse mundo profundo e emocionante da leitura aos nossos alunos!
Visualizar meu perfil completo

Bem vindo a minha "toca"

Bom, muitos me perguntam porque sou tão apaixonada por raposas. Como tudo que me interesso tem sempre haver com simbologia com esta não podia ser diferente. Raposa é um animal tido como esperto...certo??!!Bom, agora um segredo, quem me conhece sabe que a esperteza passou muito longe de mim como uma qualidade, sabe que eu sempre acredito em qualquer lorota, e que a ficha sempre cai por último pra mim....definitivamente essa característica das lindas raposas está longe de ser minha...sendo assim daí vem minha grande admiração. E elas moram em "tocas", que assim como as casas são aconchegantes e nos protegem do frio dos perigos da solidão...e é isso q eu quero que essa "toca" seja, um abrigo dos momentos frios, perigosos e de solidão que a vida nos proporciona as vezes!!

Paz e Bem

Amigos

Tecnologia do Blogger.