domingo, 31 de outubro de 2010

"Mas é claro que o Sol vai voltar amanhã"

Um dia agente aprende...s2

Essa semana foi "punk"...nunca me senti tão fraca, tão sozinha, depois que sai de casa nunca precisei tanto do meu pai ao meu lado me dando seus conselhos sábios e me dando toda certeza que tudo ia ficar bem.
Eu não tinha essa certeza, não sabia se td realmente ficaria bem, não pelos problemas em si (que foram muitos, desde trabalho, até emocional), mas pq eu não conseguia achar o lugar de onde tirar forças pra superar...eu queria gritar bem alto "Não estou conseguindo, me ajudem!!", queria levantar a bandeira branca e desistir...mostrar minhas fraquezas, pedir colo. Pessoas se aproximaram de mim, novas pessoas, mas não era disso que eu precisava...na verdade talvez eu não quisesse levantar... talvez minha vontade fosse mesmo ficar no chão, chorar e não falar, e não reagir...e não falar.
Talvez eu quisesse mesmo, que só uma vez, mostrar o quanto estava fraca...e que ninguém poderia me animar...só eu mesma...eu quis mesmo desistir, voltar pra casa da minha familia, aos meus amigos, a quem me espera ansiosamente...quis...
Mas ontem, quando estava voltando da aula de dança...alguém que conheço mas que nunca havia conversado...me disse td q eu sou...me disse "vc não precisa de ninguém". Esse estava sendo o problema né pai. Eu estava triste, pq nunca me senti tão sozinha como essa semana, e justo foi quando tive mais problemas, tive que resolver td sozinha, ninguém do meu lado....foi aterrorizante pra mim....imaginar que seria assim sempre se eu ficasse aqui.
Mas depois que a pessoa me dirigiu essas palavras o Sol voltou a brilhar em mim, senti meu corpo sorrir. Era como se fosse uma conversa de alma com alma...pq tipo...a pessoa nunca tinha conversado comigo...como ela me conhece tanto??como sabia o q tava havendo comigo?como sábia o que nem eu sabia que precisava ouvir?
Acho que meu problema é confiar muito nas pessoas...em todas sem distinção, acreditar em td que falam, e não questionar isso...fazer planos em cima do que elas falam. Mas as pessoas não são assim né....td é descartavel para elas, inclusive outras pessoas. Quando se cansam é fácil "jogar fora", é fácil exclui-la de uma vez só de sua vida, fechar o livro, desenhar um final qualquer para concluí-lo e esquece-lo.
Eu não, as pessoas q de alguma forma tem qualquer vinculo em minha vida, são como se fizessem parte do meu corpo, e ele tem reações de acordo com suas reações tbm, pq são importantes pra mim. Quem faz parte de alguma forma do meu dia-a-dia, são mais que pessoas, são almas que eu agradeço por de alguma forma poderem acrescentar na minha evolução, e eu não consigo um dia acordar e pensar "axo q não preciso mais dessa pessoa". E mesmo tendo encontrado muitas pessoas assim (nem tantas) em minha curta vida milenar, e tendo que sofrer, me decepcionar "quebrar a cara", não vou ser como essas pessoas que "machucam os outros e não sabem amar-Renato Russo". Por que mesmo que 100 sejam assim, e uma não é proporcional para mim(professora de Português fazendo calculo é mal em hehe).

Papai, sei que de alguma forma vc me ajudou, ninguém nunca me conheceu e nem me conhecerá como vc!Obrigada.

    "Mas eu sei que um dia agente aprende, se vc quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo"
domingo, 24 de outubro de 2010
Axo que uma das piores sensações do mundo é a de impotência, de ver td se afundando, td indo embora e não poder fazer nada, saber q nada pode mudar o que está havendo.
Ai vem aquela vontade louca de gritar, e de chorar pra ver se consegue colocar td pra fora, pra que td saia, mas ai vê que não adianta que por mais que vc grite todo esse desespero parece só aumentar dentro de vc....parece q nada pode ser inigualavel a essa dor, que nada e nem ninguém pode arrancar ou mesmo diminuir esse dinossauro que está explodindo dentro de ti.
Aí sente que vc não consegue fazer nada, td isso mexe com td na sua vida, perde a vontade de td, sair de casa torna-se o maior fardo do mundo, conversar com alguém é obrigação que não quer cumprir. Nada faz mais sentido...vc quer q as piores professias aconteçam com o mundo, e que td literalmente "se foda", a vontade de viver torna-se cada vez menor, seus filmes e músicas não tem mais atração pra vc, td parece triste e negro, e é exatamente assim que vc quer ver td, qualquer cor e sorriso passa a ser uma afronta a vc. Se é que existe força pra algum desejo é poder voltar ao passado e parar o tempo pra que haja alguma forma de que vc nunca sinta isso td.
Na cabeça uma expressão permanece "Por que?", por que tem que ser assim? por que isso tem q acontecer comigo?por que isso não passa?
As esperanças de que essa aflição, esse pesadelo se vá diminuem com cada lágrima que escorrega pelo rosto. As lembranças assombram sua cabeça, fantasmas dançam de um lado para o outro fazendo com que essa valsa assombrosa não tenha fim.

Meu, que saco!
Pq as pessoas complicam tanto a vida?Por que precisam achar problema onde está td bem?Os problemas aparecem por si só.

Axo q não é meu lugar....preciso voltar pra casa :***(
quarta-feira, 20 de outubro de 2010

PRÉ CONCEITO

Parei hj para pensar em algo que atinge todo ser humano de uma forma ou e outra, desde que nascemos até o dia que morremos...o PRÉ CONCEITO...ou seja não gostar de alguém por que ela é diferente de vc, em um aspecto ou em tudo. A falta de tolerância  com o que é diferente.
E estou farta dos conceitos ridículos das pessoas.
Muitas pessoas não gostam de mim pq me julgam "mimada"...olham pra minha cara e pensam e dizem "ah essa garota ai é uma menininha"...muitas vezes sem conversar comigo. Ai quando conversam comigo e enchergam que tive privilégios na minha criação desde que nasci, como minha mãe sempre atrás de mim, cuidando e zelando para que nada me atingisse, ou por não ter trabalhado durante meus estudos, ou por nunca ter usado drogas ou ter caído alcoolizada na rua, por não falar palavras de baixo calão, por ouvir os conselhos da minha familia, por nunca ter brigado na rua....
Sim talvez eu tenha deixado de viver muitas coisas na vida, mas certamente vivi outras. Mas essas denotações fazem com que eu seja uma pessoa "ruim"?É justo que isso classifique se sou experiente?se sei viver, se tenho condições de cuidar de mim?Pra começo de conversa, somos juízes pra determinar o que é ser bom ou não?
O meu esforço por deixar toda a comodidade que sempre tive, e tentar conseguir as coisas por mim mesma não conta?Cada batalha particular comigo mesma, não é nada?

Só porque as pessoas olham pra mim, e sempre enchergam um sorriso no rosto e palavras gentis, já significa que não tenho problemas?e não ter problemas é argumento para classificar uma pessoa?
Tento entender o que eu faço que incomoda tanto algumas pessoas. Sem dúvidas é muito mais fácil arrumar qualquer motivo e não gostar das pessoas, do que respeitar, aceitar e tolerar as diferenças, e construir algo novo com as desigualdades.

Se eu tiver que me enquadrar em algum padrão pra que eu receba o respeito de algumas pessoas, lamento mas viverei eternamente sem esse fator na minha vida. Sei que sou um ser-humano repleto de falhas, como todos, mas estou satisfeita com o que construo diariamente em minha mente, com o que me torno a cada dia. Tenho orgulho do que ja vivi até hj, e de todas as contribuições positivas e negativas para a formação da minha personalidade.
Não é o meu excesso de "meiguisse" ou de qualquer outra coisa, meus ideais, a música, os filmes que eu gosto, a forma que acredito no concreto e abstrato que deve fazer com que eu ou qualquer outra pessoa seja boa ou ruim.
Minhas ações e meu respeito pelas pessoas, é que deve contar.

Eu acredito no construtivismo das idéias...na variedade de culturas, crenças, ideologias.

Exijo respeito e tolerância.


terça-feira, 19 de outubro de 2010

Dia do professor!

Dia 15 de Outubro foi sem dúvidas até agora um dos dias mais emocionantes da minha vida.
As pessoas hj em dia não se lembram mais da importância desse profissional, que é mediador do conhecimentos, das competências e habilidades de cada disciplina.
Cada dia que passa, que me torno mais próxima dos alunos, da comunidade que meu público se insere, sinto mais certeza de que estou no caminho certo.
Não tenho dúvidas de que hj o meu bem mais precisoso é a minha profissão, é acordar todos os dias e entrar na sala de aula, passando a eles o que eu sei, e me infamando de orgulho quando vejo que eles superam minhas espectativas. Sinto que nasci para isso, que essa é a minha pequena participação nesse mundo, o modo que posso ajudar, contribuindo para um futuro melhor....eu acredito na educação, e tenho certeza que esse é o único modo de um país, uma nação prosseguir rumo ao sucesso em todos os aspectos.


Vamos construir um mundo melhor!
Feliz dia dos professores pra mim , e a todos os meus colegas!!


Bom....não poderia passar esse dia de outra forma que não com meus bebês...meus alunos, amigos!
Fomos juntos ao Hopi Hari....O PAÍS MAIS DIVERTIDO DO MUNDO!
Unimos td o que há de bom, e mesmo esse lugar me trazendo muitas lembranças ....
Bom nem pensar de falar de coisas ruins.
Passamos o dia todo nos brinquedos-tá, não tive coragem de ir em um monte- mas o Rafa e o Samu me acompanharam em todos, sem contar nos meus bebês da 5°, 7°...Barbara, Yuri....entre outros.



Eu amo vcs!

Atalho do Facebook

Atalho do Facebook

About Me

Minha foto
Emyle Vilalba
Bem Vindos, todos vocês que estão em busca como eu, de socializar a importância da escrita e da leitura em mundo onde esses conceitos estão ficando de lado. Vamos todos nós, amantes desse mundo verbal nos unir para tal tarefa, e apresentar esse mundo profundo e emocionante da leitura aos nossos alunos!
Visualizar meu perfil completo

Bem vindo a minha "toca"

Bom, muitos me perguntam porque sou tão apaixonada por raposas. Como tudo que me interesso tem sempre haver com simbologia com esta não podia ser diferente. Raposa é um animal tido como esperto...certo??!!Bom, agora um segredo, quem me conhece sabe que a esperteza passou muito longe de mim como uma qualidade, sabe que eu sempre acredito em qualquer lorota, e que a ficha sempre cai por último pra mim....definitivamente essa característica das lindas raposas está longe de ser minha...sendo assim daí vem minha grande admiração. E elas moram em "tocas", que assim como as casas são aconchegantes e nos protegem do frio dos perigos da solidão...e é isso q eu quero que essa "toca" seja, um abrigo dos momentos frios, perigosos e de solidão que a vida nos proporciona as vezes!!

Paz e Bem

Amigos

Tecnologia do Blogger.